Curvar, alongar, dar volume… Essas são apenas algumas das funções das máscaras para cílios, que valorizam o make proporcionando um visual muito mais intenso e poderoso. No entanto, na hora da escolha, as dúvidas são inevitáveis, já que o mercado oferece uma infinidade de opções do cosmético.

Tipo certo

Antes de escolher o modelo mais indicado para você ou sua cliente, é essencial saber qual efeito deseja dar ao olhar. É preciso pensar como os cílios já são naturalmente, por exemplo, volumosos, curvados ou longos.

De acordo com Henrique Lumazzini, maquiador do Color Boutique & Nail Bar (SP), para cada tipo de cílios há uma máscara especialmente desenvolvida, que busca atender a todas as necessidades. “Hoje, quem tem poucos cílios pode contar com máscara de volume. O mesmo vale para quem tem cílios curtos, que deve investir em uma máscara para alongá-los”, afirma Wanderly Karlovic, maquiadora do Cat ́s Cabeleireiros Morumbi Shopping (SP).

Finas e rígidas: atuam como um pente, alongando os cílios sem que se formem “gomos”, ou seja, eles ficam mais soltos e bem penteados;

Curtas e grossas: esse modelo aumenta o volume dos cílios sem exagero e ainda evita que o produto se acumule neles;
Alternadas: perfeitas para quem tem fios ralos e curtos, elas definem, alongam e destacam os cílios;
Arqueadas: indicadas para quem tem cílios grandes mas retos e que crescem para baixo. Ou seja, ajudam a curvar os fios para cima;

Esféricas: essa escova permite a aplicação em todas as direções e alcança os fios inferiores e até os que ficam no canto interno;
Longas e cheias: essa escovinha retém mais produto, permitindo aplica-lo em maior quantidade nos fios. Assim, é indicada para quem deseja cílios volumosos.

Kiki
Autor

Deixe um comentário

X