A proposta levada por Marcos Riegel, hairstylist da Gaboni, ao curso Volchange foi resolver dois desafios de mechas de maneira rápida e prática.

Na primeira demonstração, o hairstylist se propôs iluminar um cabelo totalmente castanho escuro e com progressiva. Segundo Riegel, para muitos profissionais da beleza o cabelo quimicamente tratado é um problema para descolorir e dá uma dica.
“A progressiva se torna um obstáculo caso o cabeleireiro não souber exatamente o que fazer. Se você combinar técnica com a escolha do oxidante certo, um produto de qualidade, sempre dará certo”, explica.
Ainda nesta demonstração, ele apresentou a técnica do zigue zague, tornando a marcação das mechas mais sutis e o efeito totalmente natural. O sistema de mechas positivas e negativas, ou seja, alternar mechas largas e mechas finas, também traz resultados suaves.
Já no segundo desafio, um cabelo loiro, o objetivo foi tornar o fio ainda mais claro, evidenciando o contorno do rosto da modelo.
Para isso, o hairstylist utilizou o encanamento da parte superior das madeixas, permitindo o controle preciso da espessura e direcionamento de cada mecha. As laterais do cabelo foram feitas em diagonal, permitindo o tom mais claro nas pontas e formando a moldura proposta.
“O hairstylist precisa se especializar e dominar 100% da técnica, isso fará com que o seu salão ganhe confiança por essa especialidade e dobre sua qualidade”, explica Riegel.
Além dos desafios, o profissional explicou a colorimetria dos tons loiros e a importância de saber quais cores devem ser misturadas para que o blond fiquei perfeito. O ideal é neutralizar o tom dos fios e, somente depois, acrescentar as cores desejadas. A fórmula utilizada é 50% de tom base/neutralizante e outros 50% de tom fantasia.
Kiki
Autor

Deixe um comentário

X