Segundo o barbeiro, o fundamento principal do corte de cabelo masculino o relacionamento e a análise do cliente. Antes de iniciar o trabalho, o ideal é entender a textura dos cabelos do cliente e a anatomia de sua cabeça para valorizar o resultado final.

“Primeiro, passe a mão pelos fios e pela superfície da cabeça. Isso dará uma dimensão do que pode ser feito, tanto em formato, quanto em projeção da cabeça do cliente, explica.
 Hoje, o maior desafio das barbearias é apresentar cortes em degradê nas laterais, penteado de origem totalmente latino. A técnica do fade, ou degradê, consiste em dividir corretamente o cabelo e utilizar lâminas e intensidades diferentes durante o corte.
 O primeiro passo é a divisão das madeixas, separando laterais do topo da cabeça, construindo uma linha bem definida para a construção da graduação e utilizando o volume do topo para desenvolver um bom penteado.
Após a divisão, se inicia o corte com o maior pente possível e em regulagem de máquina baixa, formado uma linha firme entre a parte mais escura e o começo do clareamento. Pouco a pouco, o número dos pentes devem diminuir, formando o fade.
 O acabamento deve ser feito com navalha, com a lâmina inclinada em 45 graus da cabeça. Este ângulo diminui os riscos com o manuseio da lâmina e dá um resultado leve na finalização.
Para o topo da cabeça, chamado de penteado, o corte é feito com tesoura, seguindo o formato do crânio do cliente para a formação de um topete.
A barba é feita por último. O objetivo é deixar as partes com maior e menor concentração de pelos com a mesma tonalidade. “Os locais onde o pelo é mais robusto serão as partes mais trabalhadas, para que alcancem a mesma coloração dos locais onde a barba é mais rala”, explica.
Na conclusão do curso, Dill Black aproveitou para incentivar os profissionais a serem empreendedores e valorizar seus trabalhos, buscando qualidade de atendimento e técnica. “Foi quando busquei novos conhecimentos e deixei de trabalhar sozinho que consegui melhorar meu desempenho, ir longe sozinho é impossível”, diz e arrematou “Veja maneiras de empreender e melhorar o atendimento na sua barbearia”.
Kiki
Autor

Deixe um comentário

X